web analytics
Início / Capa / Sociedade foi ‘desinformada sobre verdade’, diz Jair Bolsonaro após virar réu

Sociedade foi ‘desinformada sobre verdade’, diz Jair Bolsonaro após virar réu

O deputado Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (21), após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir torná-lo réu em duas ações penais por incitação ao crime e por injúria, que a sociedade foi “desinformada sobre a verdade dos fatos”.

A denúncia contra Bolsonaro foi aceita com base em declaração dada pelo parlamentar em 2014, quando ele afirmou, na Câmara e em entrevista a jornal, que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) não merecia ser estuprada porque ele a considera “muito feia” e porque ela “não faz” seu “tipo”.

“Eu ainda não estou condenado, eu agora passo a ser réu. Vou ser realmente julgado pelo Supremo Tribunal Federal, basicamente, por apologia ao estupro. Foi uma retorsão o que eu falei para ela, foi um ato-reflexo. As desculpas que eu peço é para a sociedade, que foi desinformada sobre a verdade dos fatos”, disse em entrevista coletiva na Câmara nesta terça.

A declaração de Bolsonaro que motivou a denúncia foi feita após discurso de Maria do Rosário em defesa das vítimas da ditadura militar (1964-1985). Bolsonaro, que é militar da reserva, subiu à tribuna da Câmara para criticar a fala da deputada.

Quando Maria do Rosário deixava o plenário, Bolsonaro falou: “Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, tu me chamou de estuprador, […] e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir”, disse o parlamentar, repetindo o que havia dito a ela em 2003, durante discussão que os dois haviam tido no Salão Verde.

Nesta terça-feira, Bolsonaro também disse considerar que, com a decisão do STF de torná-lo réu, a imunidade parlamentar em relação à fala a que deputados têm direito deixa ser absoluta .

“Um dos ministros falou que meu caso serviria de paradigma. Ou seja, segundo este ministro a partir de agora a nossa imunidade [parlamentar] material não seria mais absoluta. Foi uma briga que aconteceu nesse Salão Verde em 2003, chegou a esse ponto”, disse.

[ G1 ]