web analytics
Início / Conteúdo / Proposta proíbe cobrança por cancelamento de hospedagem

Proposta proíbe cobrança por cancelamento de hospedagem

SÃO PAULO – Foi aprovada na última sexta-feira, 14, a proposta que proíbe aos meios de hospedagem cobrar do consumidor taxa pelo cancelamento de reserva de acomodação, quando solicitado até 72 horas antes da data prevista para o check-in. O texto deve ser acrescentado à Lei 11.771/08, definidora da Política Nacional de Turismo

Agora, o texto segue em caráter conclusivo para análise das comissões de Turismo e de Constituição e justiça e de Cidadania.

O texto aprovado, entretanto, é substitutivo do projeto original, que previa proibição total de taxa sempre que o cancelamento fosse solicitado com antecedência de até 7 dias. A nova versão pretende prejudicar menos os estabelecimentos hoteleiros e aprova um esquema de proporcionalidade a depender do tempo de antecedência. 

A versão aprovada estabelece taxas proporcionais a depender do prazo do cancelamento. Caso o cancelamento seja solicitado com antecedência inferior a 72 horas e igual ou superior a 48 horas, a taxa não poderá exceder 5% do valor total da estadia; quando solicitado com antecedência inferior a 48 horas e igual ou superior a 24 horas, a taxa não poderá exceder a 10% do valor total da estadia; e, por fim, cancelamentos solicitados com antecedência inferior a 24 horas ou casos de não comparecimento do cliente, o estabelecimento poderá cobrar taxa de até 25% do valor da estadia. 

Valores adiantados para garantia de reserva de acomodação deverão ser restituídos ao consumidor no prazo máximo de 48 horas após a solicitação de cancelamento, permitido o desconto das taxas proporcionais. Descumprimentos sujeitam as empresas a sanções, como multa e interdição do estabelecimento. 


Source link