web analytics
Início / Conteúdo / Massa polar leva neve ao Sul e provocará queda brusca na temperatura em SP

Massa polar leva neve ao Sul e provocará queda brusca na temperatura em SP

[ad_1]

A região Sul pode ver temperaturas negativas entre a noite desta segunda-feira (17) e a manhã desta terça (18). Áreas serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina já experimentaram temperaturas próximas a 0° nesta madrugada, com relatos de neve.

De acordo com a Somar Meteorologia, a frente fria que se formou sobre o Rio Grande do Sul na madrugada desta segunda já trouxe uma drástica queda de temperatura para toda a região. São José dos Ausentes, na serra gaúcha, por exemplo, registrou 1° com sensação térmica de -6° no início da manhã. Houve relatos de neve nas cidades de Canela, Gramado e São Francisco de Paula, entre outras.

“Atrás da frente fria há uma massa de ar polar que vai invadir a região e deixar o frio ainda mais intenso nos próximos dias”, afirma a meteorologista Juliana Resende. Municípios da região serrana do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina devem experimentar temperaturas negativas, com mínima de -4°, entre a noite desta segunda e a manhã desta terça, além da possibilidade de geada e neve.

Resende explica ao UOL que o frio intenso que invade o Brasil deve-se ao mesmo fenômeno que causou uma nevasca em Santiago, no Chile, no último final de semana. “A massa de ar frio que vem do Polo se encontra com a massa de ar seco sobre o Rio Grande do Sul, isso cria a frente fria”, afirma a meteorologista. “Esta, por sua vez, vai sentido ao litoral, enquanto a massa polar, com ar seco e frio, vai para o interior do Brasil.”

Isso significa que, além da região Sul, a massa polar deverá afetar o Mato Grosso do Sul e as áreas sul e oeste de São Paulo antes de seguir pelo Centro-Oeste até o sul da região Norte. “Deverá alcançar Acre, Rondônia e sul do Amazonas, além do sul da Bahia, que deverá registrar entre 10° e 12° durante as manhãs nesta semana, uma temperatura muito baixa para a região”, explica Resende.

No Sudeste, o Estado de São Paulo será mais afetado pelo frio no interior, em especial também pelas manhãs. Na capital paulista, a mínima pode chegar a 9° já nesta terça-feira. A região ao sul, próxima ao Paraná, poderá chegar a 6°. Já o litoral do sul do país até o Rio de Janeiro deve enfrentar leves pancadas de chuva, formadas pela frente fria.

Nas regiões Sul e Centro-Oeste, as temperaturas devem se manter em queda até a tarde desta quinta-feira (20), quando tornam a subir, com a saída da massa de ar. No fim de semana, já espera-se que se estabilizem por volta dos 20° durante as tardes.

Com exceção do sul da Bahia, a região Nordeste será a menos afetada pela massa de ar. A previsão para o litoral nordestino e o extremo norte da região Norte é que as temperaturas mantenham-se elevadas e que as chuvas deem uma diminuída em relação às últimas semanas.

“O que ocorre no Nordeste é o que chamamos de Ondas do Leste, quando ventos do Oceano Atlântico vão contra a costa nordestina trazendo um ar muito úmido”, afirma Resende. “Isso faz com que, nesta época do ano, haja muita chuva na região. Nesta semana, no entanto, estas pancadas de chuva devem diminuir em intensidade por todo o litoral nordestino, algo que deve durar até o fim de julho.”

[ad_2]
Source link