web analytics
Início / Capa / Deusa do Sexo: Laura Muller brinca que mexe com o imaginário masculino

Deusa do Sexo: Laura Muller brinca que mexe com o imaginário masculino

Há 10 anos no ‘Altas Horas’, sexóloga esclarece ser uma mulher normal e como lida com as perguntas dos famosos no programa de Serginho Groisman

Há quem fique tímido quando ela chega, outros se soltam, uns se escondem atrás do colega na plateia e alguns simplesmente despacham as perguntas sobre sexo! Do alto de seus 1,77 m de altura, Laura Muller intimida e, depois de 10 anos esclarecendo homens e mulheres sobre assuntos ligados ao sexo no Altas Horas, cria fantasias por aí. “As pessoas que não me conhecem no dia a dia, realmente ficam com essa imagem. Nossa, a sexóloga, a deusa do sexo! Eu sempre falo que não é assim. Tanto psicóloga quanto sexóloga é tudo igual. Homem e mulher, com acertos e erros, TPM, tudo que a gente tem. Mas existe essa fantasia”, diz ela, nos bastidores do programa.

Aos 46 anos, Laura tira de letra as eventuais cantadas e dúvidas inusitadas! Formada em jornalismo, ela se apaixonou pelo universo do sexo no início da carreira. No posto de editora de uma revista feminina, ganhou uma coluna sobre a temática. Interessada, Laura foi estudar, começou a palestrar, escrever livros e logo veio o interesse por abrir um consultório. “Foi quando fui estudar psicologia e a procura só aumentou”, ela relembra.
De anônimos a famosos, inclusive! Numa viagem em grupo, tirou dúvidas particulares do galã Caio Castro. A convite do Rei Roberto Carlos também ministrou uma palestra no cruzeiro do cantor, ele inclusive fez perguntas bem-humoradas. E no palco do Altas Horas, já esclareceu para Fabíula Nascimento se vibradores viciam, escutou de Ingrid Guimarães que “deve dar nervoso transar com ela” e ficou sem graça com Cauã Reymond apostando que ela “analisa” na hora H.

Bem resolvida, Laura se diverte com os comentários e vê o contato com os famosos uma porta para atingir um público ainda maior e incentivar a educação sexual desde cedo. “Quando eles têm alguma dúvida sobre sexo, isso acrescenta muito! Eles são formadores de opinião, né?! Então dá um toque maior”, explica.
Na lista das melhores perguntas, ela destaca os humoristas, que são mais despachados. “É bom porque também podemos mostrar que esse assunto não precisa ser visto como um tabu e pode, sim, ser tratado com bom humor.”

Com seis livros publicados, Laura quer expandir ainda mais seu público! Depois de falar pra jovens, adultos e terceira idade, ela quer atingir as crianças. “Ainda vou me comunicar com os pequenos. Enxergo uma mudança e mais tolerância com o assunto, sabe?! Quando comecei a colocar minha cara aqui na Globo, as pessoas ficaram mais confortáveis até para contratar o tema em escolas e espaço para eventos”.

Gshow